BLOG MEDICON 6 750x419 - 10 ERROS QUE SUA EMPRESA COMETE SEM VOCÊ SABER

10 ERROS QUE SUA EMPRESA COMETE SEM VOCÊ SABER

Abril 18, 2018 - @medicon

Sem comentários

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

É sempre importante Pessoa Física e Pessoa Jurídica manterem atenção redobrada para não terem problemas com o Fisco. As Leis fiscais se alteram a cada ano e, um erro; falha ou desatenção; pode acabar custando muito caro e até mesmo uma acusação de fraude fiscal. Erros pequenos acontecem com maior frequência e não necessariamente causam prejuízos maiores.

A gestão do negócio é tão importante para uma empresa quanto uma bússola é para um navio. Se você traçou um rumo para a sua empresa, mas não consegue chegar nele, certamente está cometendo erros no sistema de gestão. 

É importante se envolver em todos os aspectos do seu negócio. Isso não significa, no entanto, que você é especialista em tudo. Você pode lidar bem com questões estratégicas e as relações com cliente, mas talvez enfrente dificuldades quando o assunto é contabilidade, por exemplo.

Erros financeiros podem prejudicar o crescimento, afetar negativamente os resultados, emperrar o fluxo de caixa, atrair desnecessariamente a atenção da autoridade fiscal ou prejudicar a reputação com fornecedores, clientes e funcionários.

No cenário dos negócios a probabilidade de tudo dar certo sempre é quase nula – especialmente se você está pensando no seu primeiro empreendimento. Mesmo assim, isso não quer dizer que você precise cometer os erros mais básicos: um pouco de capacitação antes de empreender pode evitar muita dor de cabeça.

É importante minimizar as chances de algo de errado e grande proporção ocorrer. Na publicação de hoje, separamos 10 erros podem aparecer e trazer grandes problemas. Vamos lá!?

 

#1 Esperar Dinheiro Fácil e Rápido

Inspirados por histórias de sucesso, muitos aspirantes a empreendedores acham que ter um negócio próprio é a solução para ganhar dinheiro de forma fácil e rápida. Pelo contrário: seu empreendimento pode demorar meses, e até anos, até dar algum lucro.

Você deve iniciar um negócio com pensamento a longo prazo. O caminho é longo e terá diversos desafios.

 

#2 Não Ter Plano de Negócios Definido

Talvez este seja um dos principais erros por ser um passo fundamental antes de constituir um negócio. A falta de um plano de negócios definido pode levar você a tomar decisões erradas tanto financeiramente e perda tempo. Um plano de negócios bem desenvolvido e estruturado faz com que você tome mais conhecimento do negócio, resultando em uma analise mais profunda de sua viabilidade.

Caso você tenha alguma dificuldade em inciar um plano de negócio, peça ajude para alguém mais experiente no ramo dos negócios ou procure uma unidade do SEBRAE próxima a você para receber ajuda dos consultores  especializados.

 

#3 Desconhecer o Mercado Que Irá Atuar

Muitos acabam por deixar o seu emprego para empreender. Não tem nada de errado nisso, porém deve-se tomar cuidado com o nicho de mercado. Não é porque seu melhor amigo está ganhando dinheiro vendendo água de coco no Norte ou Nordeste do país, que você vai abrir o mesmo negócio no Sul do país acreditando que irá ganhar dinheiro também.

A ideia não é que você se torne um “expert” no mercado em que você irá atuar. Mas, perceba, que é impossível abrir um empreendimento sem ao menos ter pesquisado mais sobre seu futuro setor.

É fundamental que você estude e tenha certo conhecimento do mercado em que pretende inserir o seu negócio. Caso contrário, poderá se frustrar bastante em pouco tempo.

 

#4 Misturar Finanças Pessoais e Empresariais

Um dos erros mais comuns que os empresários cometem é misturar as finanças empresariais e pessoais. Mantenha ambas claramente separadas para dispor de um histórico mais preciso sobre o que realmente é usado para a empresa e o que é gasto somente para fins pessoais.

Muitos sócios costumam utilizar a conta da empresa para pagar despesas ou realizar aquisições pessoais.

A empresa também poderá ser afetada. Uma vez que esse valor gasto na vida pessoal do proprietário poderia ser reinvestido para alavancar o negócio.

A solução é manter contas separadas para enxergar a empresa, mental e fisicamente, como uma entidade à parte, não como um caixa eletrônico. Em longo prazo, isso ajudará a empresa a crescer e também gerará uma receita significativa para o empresário.

 

#5 Enquadramento Incorreto de Regime Tributário

As regras de dedução variam de acordo com o tipo de negócio e porte. Você, como empreendedor, deve sempre verificar com o seu contador especializado se a sua empresa está enquadrada no regime tributário correto.

 

#6 Desconhecer o Fluxo de Caixa

Quanto você recebeu de dinheiro no seu caixa hoje? Esse dinheiro veio das vendas ou foi um aporte de investimentos? E quanto saiu? O valor que saiu, foi para pagamento de contas, para devoluções a clientes insatisfeitos ou para remuneração dos sócios?

Não sabe responder nenhuma dessas perguntas? Então está na hora de de controlar melhor o fluxo de caixa do seu negócio. Além de oferecer um controle detalhado sobre a movimentação do capital da empresa, o fluxo de caixa pode lhe indicar dados estratégicos, como, por exemplo, identificar um fornecedor que recebe regularmente um volume grande de dinheiro da sua empresa.

 

#7 Não Armazenar Recibos de Despesas

Um esquecimento ou simples descuido em não armazenar cópias dos recibos de despesas da sua empresa podem prejudicar a contabilidade do seu negócio e até impostos indevidos serem gerados. Acreditamos que você não vai gostar que isso aconteça. E em caso de uma auditoria na empresa os problemas podem ser maiores.

Documentos em papel ainda são importantes, embora também possam ser digitalizados. No entanto, os recibos devem ser guardados, pois ajudam a esclarecer erros ou diferenças na contabilidade e, em muitos casos, oferecem mais oportunidades de dedução na hora de declarar os impostos.

Caso a Receita Federal exigir, os recibos servem como prova e validam os números nos demonstrativos financeiros. Sem os recibos, a Receita Federal pode considerar as entradas como deduções inválidas, o que pode resultar em alterações nos valores de impostos e na aplicação de multas.

 

#8 Não Declarar Despesas em Dinheiro

Algumas empresas possuem transações financeiras com o papel moeda. No momento das declarações essas transações também acabam sendo esquecidas – o que não pode acontecer. Você deve monitorar e acompanhar todas as transações da sua empresa.

 

#9 Desistir na Primeira Dificuldade

Falha recorrente dos empreendedores iniciantes é desistir do negócio diante do primeiro obstáculo. No mundo dos negócios é preciso ter foco, disciplina e resiliência

 

Você percebeu que o lado administrativo dos negócios pode levar ao crescimento ou à falência da sua empresa. Aprender quando contar com a ajuda de ferramentas ou profissionais em áreas nas quais se tem dificuldade pode ser um dos maiores desafios para empresários. Temos sempre que agir com responsabilidade e transparência.

Separamos um tópico bônus para você:

 

#10 Não Contar com Profissional Especializado para Lidar com Impostos

Ainda é comum muitos empreendedores pensarem que estão economizando em não contar com parceiros contadores especializados para tratar de assuntos específicos, como os impostos. Na realidade, não contar com esse profissional é de extremo risco e pode custar muito mais do que você imagina.

Contar com esse profissional ao lado é ter a certeza de tranquilidade no que se diz respeito a contabilidade do seu negócio. Não queria bancar o aventureiro. Ele, com toda a certeza, sabe mais da área dele do que você.

 

Gostou desse artigo? Comente, curta, compartilhe! Acesse aqui para conhecer o Portal Medicon.

cta medicon 4 600x100 - 10 ERROS QUE SUA EMPRESA COMETE SEM VOCÊ SABER

 

Gostou? Compartilhe esse artigo!

@medicon