BLOG MEDICON 4 750x419 - SOCIEDADE VALE A PENA OU NÃO? SAIBA AGORA!

SOCIEDADE VALE A PENA OU NÃO? SAIBA AGORA!

Maio 29, 2018 - @medicon

Sem comentários

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

Você já deve ter se deparado com a seguinte questão: ter ou não ter um sócio? Começar um negócio do zero e sozinho exige muito trabalho, disciplina, investimento e dedicação. Contar com uma pessoa para dosar todas as etapas com você pode ser uma grande solução para alavancar o desempenho da empresa. Optar por esse caminho, é uma boa estratégia para aumentar o lucro e diversificar a base de ativos da empresa.

Para os empreendedores iniciantes muitas vezes o sócio representa segurança e um ombro amigo para chorar caso o negócio venha a passar por dificuldades.

De primeira, formatar uma sociedade oferece grandes vantagens. Mas você deve pensar muito bem antes de convidar o seu melhor amigo para fazer parte do negócio, desfazer uma sociedade pode ser algo bastante complicado e certamente você não está pensando em passar por isso.

Para cada situação existem outras soluções que não necessariamente sejam resolvidas por meio de um sócio. Se o empreendedor necessita de recursos financeiros, pode recorrer a uma instituição de crédito, por mais abusivos que os juros e taxas sejam um dia termina (sociedade pode durar para sempre), conhecimento técnico o empreendedor por contratar, terceirizar ou até mesmo aprender e uma pessoa que contribuiu somente com ideias não precisa se tornar um sócio, pois ideia por si só, não garante o sucesso do negócio, é preciso ter coragem e iniciativa que somente o empreendedor possui.

Ter um sócio é como estar em um relacionamento. Acompanhe esse post para entender quais são as principais vantagens, desafios e se vale a pena fazer sociedade.

 

Você Quer Ter um Sócio?

Pergunte-se sobre o que essa pessoa poderia contribuir para o negócio diferente do que você pode. Será que esse sócio estará com o mesmo nível de engajamento que o seu para fazer esse negócio decolar?

Em muitos casos, uma boa escolha, é optar por um sócio que apenas faça investimentos no seu negócio e você não tenha que dividir o comando da empresa com ele. Dessa maneira, você conseguirá captar o investimento desejado para que a sua empresa decole de uma vez e não sofrerá objeções sobre o comando do negócio. Esse é o caso em que essa pessoa é um sócio investidor. Uma pessoa que observou um potencial de crescimento e lucratividade com a sua empresa.

Em uma sociedade de negócios, cada sócio se compromete fornecendo habilidades, especialidades e esforços em troca de uma porção, decidida por acordo, de lucros da empresa. Ao compartilhar o investimento, os sócios estarão delimitando a participação de cada um na sociedade. Portanto, é uma decisão que requer avaliação.

Você tem algumas habilidades importantes para o funcionamento da empresa, certo? Por exemplo, você sabe liderar como ninguém, capaz de motivar a equipe e destacar o melhor de cada um. Mas o lado administrativo e financeiro não é o seu forte. O seu sócio pode ser essa pessoa que tenha essas habilidades. A soma de conhecimentos e habilidades aumenta a chances de atingir um bom resultado. Unindo potenciais distintos e tornar a gestão do negócio mais eficiente.

 

Cuidados Antes de Decidir pela Sociedade

Decidir por uma sociedade é uma atitude de extrema importância. Antes de procurar o seu contador e iniciar os procedimentos contratuais, você deve se atentar em alguns fatos relevantes. Qual o significado da sua empresa para você e seu sócio? A sua empresa é como um filho para você. Se os dois não conquistarem uma sinergia para tocar o negócio, você poderá se frustrar logo no início. O envolvimento no negócio está no mesmo patamar para os dois? Esse ponto é crucial. Você espera contar com uma pessoa que, no mínimo, deposite as mesmas energias que você para fazer o negócio decolar.

A clareza com relação a maneira como contribuem para a empresa como um todo é o primeiro passo para promover o engajamento e também a harmonia na relação entre empreendedores.

Ambos precisam ter “expertise” e conhecimento sobre o próprio negócio. Assim, antes mesmo de escolher seu potencial sócio, avalie sua disponibilidade e interesse perante o negócio, bem como a sua afinidade com o projeto.

O ideal é sempre que os sócios se complementem tanto na relação interpessoal, quando diante do negócio.

No aspecto pessoal é fundamental que os sócios tenham temperamentos compatíveis e ambos estejam dispostos a estabelecer um bom vínculo de comunicação.

No dia a dia da empresa, é importante que os sócios contem com habilidades complementares. Assim, se um dos sócios é bom com finanças e a parte mais burocrática da empresa, é fundamental que se tenha alguém mais voltado à gestão de pessoas ou mesmo vendas.

Quanto mais as habilidades se complementarem em benefício da empresa, maiores são as chances de prosperidade do negócio e menos atritos societários.

 

Cuidados Antes de Formatar a  Sociedade

Agora que você está certo de que formatará uma sociedade, ainda assim, antes de entrar com os processos contábeis, as responsabilidades que cada sócio terá durante o negócio devem ser claras. Você deve avaliar criteriosamente todos os fatos, já que o sócio irá dividir as tomadas de decisões da empresa com você. Antes de tomar qualquer decisão, você deve analisar alguns pontos, exemplo:

  • Qual o percentual da empresa para cada sócio;
  • Como será feita a divisão dos lucros quando a empresa começar a lucrar;
  • Quanto cada sócio deverá descontar de seu lucro para arcar com as tributações;
  • Quais as penalidades por violação contratual;
  • Qual o valor que o sócio irá trazer para o negócio?;
  • Como será a definição de divisões de responsabilidade?;
  • O seu negócio está em condições de manter uma pessoa de nível sócio?.

Caso opte por se associar, deixe bem claro o que vai acontecer com a sociedade caso vocês se desentendam. A maioria das pessoas se juntam como sócios e não planejam o dia do desentendimento. O que acontecerá se um dia você não concordar com ele? Quem vai decidir? 

Decidir isso é importantíssimo antes mesmo de fazer a sociedade e, principalmente, enquanto vocês ainda estão amigos. Seja maduro o suficiente para conversar com o seu sócio e definir o que vai acontecer se aquilo não der certo

Sócios não precisam ser iguais, mas podem ser complementares. Alguns pontos em comum são essenciais, como pensar da mesma forma em relação aos objetivos e à expectativa de crescimento da empresa, estar de acordo com a divisão de tarefas. Pessoas que pensam de formas distintas sobre a solução de um problema, ou tem formações acadêmicas diversas podem agregar conhecimentos. Muitas vezes a análise sob diferentes perspectivas é positiva para a condução da empresa.

Nessa hora, um excelente contador é recomendado para auxiliar no processo da formação da sua sociedade. Tudo deve ser documentado e compartilhado para que todos tenham um diálogo sobre as prospecções desta parceria. Rever regularmente os termos acordados é uma atitude muito positiva para a empresa e para os sócios.

Bem, você acabou de ver que essa é uma decisão extremamente pessoal. Cada sociedade é uma sociedade. Mas qual a sua opinião? Vale a pena ou não ter uma sociedade?

Veja esse material que preparamos especialmente para você com um passo a passo de como abrir a sua empresa. Acesse aqui para solicitar a sua versão!

 

Gostou desse artigo? Comente, curta, compartilhe! Acesse aqui para conhecer o Portal Medicon.

cta medicon 4 600x100 - SOCIEDADE VALE A PENA OU NÃO? SAIBA AGORA!

Gostou? Compartilhe esse artigo!

@medicon